Títulos Públicos Federais

Os Títulos Públicos Federais são entre outras coisas uma ferramenta de captação de recursos do Governo e também um instrumento de política monetária. Por ter o Governo como emissor, são considerados os de baixo risco.

Todos os títulos públicos são ativos de renda fixa, o investidor já conhece as condições de remuneração no momento em que adquire o papel, caso leve o título até o vencimento, se o detentor do título preferir se desfazer dele antes do vencimento, pode faze-lo através do mercado secundário através do próprio mecanismo do tesouro.

A relação entre taxa de juros e preço unitário são inversamente proporcionais. Quando a taxa de juros cai, os preços dos títulos sobem e vice-versa. Quanto maior for o tempo para o vencimento do título, maior será essa variação.

Vantagens

1 – Segurança: 100% garantidos pelo Tesouro Nacional.

2 – Liquidez: Liquidez diária através da plataforma da sua corretora ou do Tesouro Direto.

3 – Baixo custo: Baixo custo e baixo valor mínimo exigido de aplicação.

4 – Diversidade: Opções de investimentos pré ou pós-fixados, além de opção para proteção quanto a inflação.

Conheça os títulos disponíveis no mercado

Títulos Públicos

Indexador

Vantagens

Tesouro pré-fixado (LTN)

 Juros Pré-Fixado

A rentabilidade do título é conhecida no momento da aquisição do título.

Tesouro pré-fixado com juros semestrais (NTN-F)

Juros Pré-Fixado

Os juros pré-fixados são pagos a cada seis meses sobre o valor do investimento.

Tesouro IPCA + (NTN-B Principal)

IPCA + Juros

Protege o investidor contra as variações da inflação.

Tesouro IPCA + com juros semestrais (NTN-B)

IPCA + Juros

Paga juros sobre o capital investido a cada seis meses e protege o investimento das variações da inflação.

Tesouro Selic (LFT)

SELIC

O investidor pode retirar o dinheiro antes do vencimento sem correr risco de perda de rentabilidade diferente das demais em que a rentabilidade pode sofrer com a variação do preço dos títulos. É a aplicação de menor risco do mercado.

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

A escolha dos títulos que irão compor sua carteira devem refletir uma estratégia de investimento que se adeque ao seu planejamento financeiro, para isso deve se levar em consideração, liquidez, rentabilidade e segurança. Os títulos do Tesouro podem se encaixar nesta estratégia de acordo com estas características. Dentre eles há títulos pré-fixados e pós fixados.

Tributação

Títulos Públicos

Vantagens

Até 180 dias

22,5%

De 181 à 360 dias

20%

De 361 à 720 dias

17,5%

Acima de 720 dias

15%

Tributação do IOF

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) incide nos rendimentos dos títulos com aplicações menores que um mês em conforme a tabela regressiva abaixo:

1 dia

96%

2 dia

93%

3 dia

90%

4 dia

86%

5 dia

83%

6 dia

80%

7 dia

76%

8 dia

73%

9 dia

70%

10 dia

66%

11 dia

63%

12 dia

60%

13 dia

56%

14 dia

53%

15 dia

50%

16 dia

46%

17 dia

43%

18 dia

40%

19 dia

36%

20 dia

33%

21 dia

30%

22 dia

26%

23 dia

23%

24 dia

20%

25 dia

16%

26 dia

13%

27 dia

10%

28 dia

6%

29 dia

3%

30 dia

0%

Renda Fixa

Investimentos Relacionados

CDB

Os certificados de depósitos bancários ou CDB’s como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras para se capitalizarem.

Os Depósitos a prazo com garantia do FGC ou DPGE como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras autorizadas a realizarem este tipo de emissão para conseguirem se capitalizar.

LF

As Letras Financeiras são uma forma de captação exclusiva das instituições financeiras.

LC

As Letras de Câmbio são uma forma de captação de instituições financeiras como forma de financiar suas atividades. O título é adquirido a uma taxa de rentabilidade pré estabelecida.

CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários são títulos com lastro em direitos creditórios imobiliários, representam uma parcela deste direito.

CRA

Certificados de Recebíveis Agrícolas estão vinculados a direitos creditórios de negócios realizados em sua grande maioria por produtores rurais e suas cooperativas, relacionados a atividade agropecuária.

As Debêntures são títulos emitidos das dívidas de médio e longo prazo das Sociedades Anônimas, podem receber incentivo fiscal, sendo assim não recolhendo imposto de renda.

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios são fundos que designam maior parte de seus recursos a títulos de direitos de crédito provenientes de operações comerciais, imobiliárias, financieras, industriais, prestação de serviços e etc.

O Tesouro Direto é uma plataforma na qual o governo disponibiliza para a negociação de títulos públicos por pessoas físicas.

Os Títulos Públicos Federais são emitidos pelo governo com a finalidade de captar recursos e controlar a liquidez no mercado.

notebooks web.jpg

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

Conte com a nossa ajuda na hora de investir, nosso time está pronto para oferecer suporte e orientação sobre os mais diversos produtos do mercado e auxiliar no seu planejamento financeiro.