Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um dos investimentos mais populares do Brasil, pela sua facilidade, pela liquidez e pelo valor mínimo inicial bem acessível de apenas R$30 reais. Os títulos do tesouro são os títulos mais seguros do mercado e oferece diversas opções que se adequam aos mais diversos objetivos sejam eles de curto ou longo prazo.

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa do Governo Federal desenvolvido em 2002 que surgiu de uma parceria do Tesouro Nacional e a B3(antiga BM&FBovespa). Com o objetivo de facilitar o acesso de pessoas físicas à investimentos em títulos públicos através da internet.

Esses títulos que são emitidos pelo Governo são uma forma de captação de recursos para financiar seus projetos em áreas como educação, saúde e infraestrutura. Antes de haver este canal que facilitou muito o acesso aos títulos a única maneira de conseguir acesso a eles para pessoas físicas era de forma indireta através de fundos de investimento.

É possível a partir de R$30 reais adquirir um título na plataforma do Tesouro Direto. Os títulos adquiridos receberão juros sobre o valor investido durante o tempo de aplicação.

Por que investir no Tesouro Direto?

Os Títulos do Tesouro são uma ótima opção para quem deseja ter rentabilidade agregada a segurança, dentre algumas destas vantagens estão:

1 – Rentabilidade: Uma das vantagens em relação a poupança é a rentabilidade que se torna significativa ao longo dos anos comparada aos ganhos obtidos na poupança.

2 – Acessibilidade: Com uma aplicação mínima de R$ 30 reais é possível adquirir um título. Isso faz com que seja uma excelente escolha para quem quer começar a investir com uma quantia menor.

3 – Segurança: O Tesouro Direto é um dos investimentos mais seguros do mercado, já que todo o investimento é feito junto ao Governo Federal que é quem garante os títulos.

4 – Liquidez: Os títulos tem liquidez diária. Os títulos são vendidos e recomprados diariamente, não há obrigação do investidor ficar com o título até o vencimento. No entanto o título só pode ser vendido a preço de mercado determinado no dia da operação de venda. De qualquer forma este investimento oferece segurança e liberdade para que seja manuseado da forma mais adequada para cada um.

5 – Facilidade: O Tesouro Direto é uma opção muito interessante pois trás consigo a possibilidade de acompanhamento dos seus títulos através da Internet. É necessário apenas fazer o seu cadastro no site do Tesouro e outro em uma corretora como a Xp por exemplo. O cadastro é rápido e fácil e ambos podem ser feitos pela internet de forma simples e segura.

6 – Variedade: Existem cinco tipos de títulos com perfis e prazos diferentes, desde os mais curtos ao médio e longo prazos, esses títulos são LTN (Letra do Tesouro Nacional), NTN-F (Nota do Tesouro Nacional Série F), NTN-B Principal (Nota do Tesouro Nacional Série B Principal), a NTN-B (Nota do Tesouro Nacional Série B Semestral) e a LFT (Letra Financeira do Tesouro).

Em quais títulos investir?

A escolha dos títulos que irão compor sua carteira devem refletir uma estratégia de investimento que se adeque ao seu planejamento financeiro, para isso deve se levar em consideração, liquidez, rentabilidade e segurança. Os títulos do Tesouro podem se encaixar nesta estratégia de acordo com estas características. Dentre eles há títulos pré-fixados e pós fixados.

Títulos pré-fixados

Nesta categoria o investidor conhece a taxa de remuneração do título no momento da aquisição, ou seja, independente das variações na taxa básica de juros já se sabe qual será o valor do título no vencimento.

1 – Tesouro pré-fixado (LTN): A Letra do Tesouro Nacional (LTN) é um título que tem a rentabilidade fixa. Sendo mantido até o vencimento, o investidor recebe R$ 1.000 para cada unidade do título que adquiriu (ou o proporcional de acordo com a fração contratada do título). 

2 – Tesouro pré-fixado com juros semestrais (NTN-F): Tal como a LTN a NTN-F possui a rentabilidade definida no momento da compra, o diferencial neste caso está no período de pagamento. Os juros são pagos a cada seis meses e o principal (dinheiro investido) no vencimento do título de uma única vez.

Títulos pós-fixados

Nesta categoria diferente da pré-fixada a rentabilidade varia de acordo com um percentual sobre uma taxa, que pode ser o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) na maioria das vezes.

1 – Tesouro IPCA + (NTN-B Principal): Este título tem uma parte de sua remuneração composta por uma taxa que reflete a variação da inflação (IPCA )somado a uma taxa pré-fixada. Este título protege o investidor contra as oscilações da inflação já que tem sua remuneração corrigida por ela e somada a uma taxa fixa que garante o ganho acima da inflação.

2 – Tesouro IPCA + com juros semestrais (NTN-B): Assim como a NTN-B Principal, este título também possui parte da rentabilidade definida no momento da compra e a outra atrelada a inflação, o diferencial neste caso está no período de pagamento. Os juros são pagos a cada seis meses e o principal (dinheiro investido) no vencimento do título de uma única vez.

3 – Tesouro Selic (LFT): Esse título acompanha a variação da inflação medida pelo IPCA somado a uma taxa pré-fixada. Sendo assim ele confere ao investidor uma proteção contra a inflação e um ganho real superior à inflação.

Em qualquer um destes títulos, pré ou pós o investidor é livre para vende-los antes do vencimento, graças a liquidez diária oferecida pelo Tesouro Direto. No entanto é válido ressaltar que ao vender o título antes do vencimento o valor do título estará sujeito ao preço do mercado no momento da venda, o que pode acarretar em ganhos maiores ou menores do que as contratadas no momento da aquisição do título.

Títulos Públicos

Vantagens

Tesouro pré-fixado (LTN)

A rentabilidade do título é conhecida no momento da aquisição do título.

Tesouro pré-fixado com juros semestrais (NTN-F)

Os juros pré-fixados são pagos a cada seis meses sobre o valor do investimento.

Tesouro IPCA + (NTN-B Principal)

Protege o investidor contra as variações da inflação.

Tesouro IPCA + com juros semestrais (NTN-B)

Paga juros sobre o capital investido a cada seis meses e protege o investimento das variações da inflação.

Tesouro Selic (LFT)

O investidor pode retirar o dinheiro antes do vencimento sem correr risco de perda de rentabilidade diferente das demais em que a rentabilidade pode sofrer com a variação do preço dos títulos. É a aplicação de menor risco do mercado.

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

A escolha dos títulos que irão compor sua carteira devem refletir uma estratégia de investimento que se adeque ao seu planejamento financeiro, para isso deve se levar em consideração, liquidez, rentabilidade e segurança. Os títulos do Tesouro podem se encaixar nesta estratégia de acordo com estas características. Dentre eles há títulos pré-fixados e pós fixados.

Renda Fixa

Investimentos Relacionados

CDB

Os certificados de depósitos bancários ou CDB’s como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras para se capitalizarem.

Os Depósitos a prazo com garantia do FGC ou DPGE como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras autorizadas a realizarem este tipo de emissão para conseguirem se capitalizar.

LF

As Letras Financeiras são uma forma de captação exclusiva das instituições financeiras.

LC

As Letras de Câmbio são uma forma de captação de instituições financeiras como forma de financiar suas atividades. O título é adquirido a uma taxa de rentabilidade pré estabelecida.

CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários são títulos com lastro em direitos creditórios imobiliários, representam uma parcela deste direito.

CRA

Certificados de Recebíveis Agrícolas estão vinculados a direitos creditórios de negócios realizados em sua grande maioria por produtores rurais e suas cooperativas, relacionados a atividade agropecuária.

As Debêntures são títulos emitidos das dívidas de médio e longo prazo das Sociedades Anônimas, podem receber incentivo fiscal, sendo assim não recolhendo imposto de renda.

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios são fundos que designam maior parte de seus recursos a títulos de direitos de crédito provenientes de operações comerciais, imobiliárias, financieras, industriais, prestação de serviços e etc.

O Tesouro Direto é uma plataforma na qual o governo disponibiliza para a negociação de títulos públicos por pessoas físicas.

Os Títulos Públicos Federais são emitidos pelo governo com a finalidade de captar recursos e controlar a liquidez no mercado.

notebooks web.jpg

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

Conte com a nossa ajuda na hora de investir, nosso time está pronto para oferecer suporte e orientação sobre os mais diversos produtos do mercado e auxiliar no seu planejamento financeiro.