CDB - Certificado de Depósito Bancário

Conheça um dos investimentos mais seguros e um dos mais simples e populares do mercado, que além de possuir uma rentabilidade maior que a poupança é segurado pelo FGC(Fundo Garantidor de Crédito).

Os CDB’s além dos Títulos Públicos são escolhidos por muita gente para ser o seu primeiro investimentos, pela segurança e pela rentabilidade que costuma ser maior que a poupança. Mas o que são? Quais são as vantagens? Como funcionam? Como posso adquiri-los? Confira essas informações e tudo mais que você precisa saber antes de investir.

O que é um CDB?

Como já foi dito posteriormente CDB significa Certificado de Depósito Bancário, é um título de renda fixa emitido pelos bancos para captar recursos para financiar as suas atividades. Quem adquire este título está de certa forma emprestando dinheiro ao banco que irá remunerar o empréstimo representado por este título a uma taxa acordada no momento do investimento.

Quais as vantagens de investir em um CDB?

Os CDB’s são uma ótima opção para quem deseja ter rentabilidade agregada a segurança, dentre algumas destas vantagens estão:

1 – Rentabilidade: Uma das vantagens em relação a poupança é a rentabilidade que pode chegar a atingir o dobro dos ganhos obtidos na poupança.

2 – Segurança: O investidor tem garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) o valor de até R$250.000,00 por CPF ou CNPJ no caso de a instituição que emitiu o CDB não consiga honrar o título dentro do prazo ou quebre.

3 – Liquidez: Nem todos os investimentos podem ser resgatados antes de término de seu prazo, dentre os CDB’s existem os que possuem liquidez diária que podem ser resgatados total ou parcialmente quando for necessário.

4 – Facilidade: É muito fácil ter acesso a um CDB através da internet, basta abrir uma conta em uma corretora para realizar o investimento, depois basta escolher a taxa de remuneração e o prazo de vencimento.

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

A escolha dos títulos que irão compor sua carteira devem refletir uma estratégia de investimento que se adeque ao seu planejamento financeiro, para isso deve se levar em consideração, liquidez, rentabilidade e segurança. Os títulos do Tesouro podem se encaixar nesta estratégia de acordo com estas características. Dentre eles há títulos pré-fixados e pós fixados.

Tipos de CDB

Tipos de Rendimento

Pré-Fixado

Os Pré-Fixados têm a taxa escolhida no momento da aquisição do título, assim como o prazo, assim é possível saber quanto o CDB vai valer no vencimento.

Pós-Fixado

Os Pós-Fixados têm a taxa atrelada a um índice, o mais comum é o CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Estes CDB’s receberão uma taxa percentual da variação do CDI, como por exemplo 120% do CDI ou 130% do CDI no período.

Híbrido

Já os títulos híbridos são uma fusão do CDB pré com o pós-fixado. Uma parte da rentabilidade é conhecida no momento da aquisição do título, a outra parte é determinada por um índice de inflação, o mais famoso é o IPCA, mas também pode ser o IGP-M. Um título com essas características seria representado da seguinte maneira: IPCA+4,5% ao ano.

Qual a diferença entre vencimento e carência

O prazo de vencimento determina durante quanto tempo seu dinheiro ficará investido, ao fim deste prazo o banco lhe devolvera o dinheiro acrescido dos juros que foram acordados. Quanto maior o tempo, maior será sua rentabilidade.

Já o prazo de carência é o tempo mínimo necessário para fazer o resgate do CDB, antes disso o dinheiro fica em posse do banco, após o término do prazo é possível resgatar a qualquer momento.

Quais são as tributações do investimento?

O CDB pode ter duas formas de tributação:

1 – Os rendimentos dos títulos de CDB devem ser tributados no Imposto de Renda. Uma vantagem do CDB é que o IR é retirado direto da fonte, dessa maneira não é necessário declarar o valor. Os CDB’s como muitos títulos, possuem uma tabela de imposto regressiva, ou seja, quanto maior o tempo de aplicação, menos o desconto no rendimento. Veja o percentual de tributação do IR conforme o período de aplicação dos CDB.

Tabela Regressiva de Imposto de Renda:

Alíquota

Período

22,5%

CDB de até 180 dias

20%

CDB de até 181 a 360 dias

17,5%

CDB de até 361 a 720 dias

15%

CDB acima de 721 dias

2 – O IOF: O Imposto sobre Operações Financeiras, só é obrigatório em investimentos em que a aplicação e resgate foram realizados em menos de 30 dias.

Renda Fixa

Investimentos Relacionados

CDB

Os certificados de depósitos bancários ou CDB’s como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras para se capitalizarem.

Os Depósitos a prazo com garantia do FGC ou DPGE como são mais conhecidos são títulos emitidos por bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, múltiplos, Caixa Econômica e instituições financeiras autorizadas a realizarem este tipo de emissão para conseguirem se capitalizar.

LF

As Letras Financeiras são uma forma de captação exclusiva das instituições financeiras.

LC

As Letras de Câmbio são uma forma de captação de instituições financeiras como forma de financiar suas atividades. O título é adquirido a uma taxa de rentabilidade pré estabelecida.

CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários são títulos com lastro em direitos creditórios imobiliários, representam uma parcela deste direito.

CRA

Certificados de Recebíveis Agrícolas estão vinculados a direitos creditórios de negócios realizados em sua grande maioria por produtores rurais e suas cooperativas, relacionados a atividade agropecuária.

As Debêntures são títulos emitidos das dívidas de médio e longo prazo das Sociedades Anônimas, podem receber incentivo fiscal, sendo assim não recolhendo imposto de renda.

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios são fundos que designam maior parte de seus recursos a títulos de direitos de crédito provenientes de operações comerciais, imobiliárias, financieras, industriais, prestação de serviços e etc.

O Tesouro Direto é uma plataforma na qual o governo disponibiliza para a negociação de títulos públicos por pessoas físicas.

Os Títulos Públicos Federais são emitidos pelo governo com a finalidade de captar recursos e controlar a liquidez no mercado.

Outros Produtos

Renda Variável

Produtos estruturados

Ativo negociados em bolsa e que oferecem maior potencial de retorno e por tanto maior risco.

Fundos que fazem a gestão do capital dos cotistas e são uma ótima opção para quem quer investir e não tem conhecimento e tempo para acompanhar o mercado. 

Podem ser títulos do Governo, crédito privado e emissões bancárias. Parte importante na constituição de segurança para a carteira de investimentos.

São uma das melhores formas de se investir em imóveis, são uma excelente fonte de renda passiva já que os dividendos são distribuídos mensalmente.

Esta classe abrange uma classe diferenciada de ativos que pode servir tanto para proteção quanto para especulação.

notebooks web.jpg

Tenha ajuda de um especialista na hora de investir

Conte com a nossa ajuda na hora de investir, nosso time está pronto para oferecer suporte e orientação sobre os mais diversos produtos do mercado e auxiliar no seu planejamento financeiro.