O que é o Mercado Financeiro

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

 

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Mercados Financeiros
Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Mercados Financeiros

Mercado financeiro ou mercado de capital?

Financeiro remete a finanças, que significa dinheiro e seu uso, assim como capital; ambas as palavras remetem a dinheiro, daí o uso dos termos mercado financeiro ou mercado de capital, que são a mesma coisa, de uma perspectiva puramente de negócios. Ou seja, estamos falando de Business. Os mercados de capital ou mercados financeiros são mercados de dinheiro e dinheiro existe em duas formas: MOEDA (dinheiro) e CRÉDITO.

Dinheiro ou crédito?

Quando você vai a uma loja para comprar algo e você paga com seu cartão de crédito, por exemplo, você acaba de criar CRÉDITO. Se você pagar com dinheiro, a TRANSAÇÃO é efetuada e é isso. Fim de jogo.

Mas e o CRÉDITO? O crédito é uma PROMESSA de entregar o DINHEIRO DEPOIS, ou seja, é uma DÍVIDA e daqui vem o termo títulos de dívida.

E o que é um mercado? Um mercado é um lugar onde compradores e vendedores compram e vendem produtos, serviços e ativos financeiros, como ações e títulos de dívidas, que equivalem a dinheiro. Tratamos então de mercados de dinheiro.

Um mercado de dinheiro é então um lugar onde pessoas ou organizações que tem dinheiro em excesso negociam com pessoas ou organizações que precisam de dinheiro para realizar algo.

Quando dizemos excesso, nos referimos a qualquer pessoa ou organização que possua qualquer quantia de dinheiro para o qual não tenha nenhum uso imediato.

Quando dizemos pessoas ou organizações que precisam de dinheiro, nos referimos a pessoas ou organizações que já atuam em seus segmentos e que precisam de mais dinheiro para expandir seus negócios.

Para tal, uma opção seria recorrer aos bancos, que cobram altas taxas de juros por seus empréstimos, além de garantias e burocracia.

Outra opção para conseguir o dinheiro é listar a empresa na bolsa de valores, tornando as informações sobre suas operações públicas e vendendo quotas conhecidas como ações.

Imagine que uma pizza represente o valor de mercado da empresa x, onde x=R$100,00; vamos dividir então esta pizza em 10 pedaços, cada qual valendo R$ 10,00 ou 10%. Cada pedaço representa uma ação da empresa, cujo valor é de R$ 10,00.

Imagine que 5 amigos estão sentados à mesa para dividir a pizza, assim como a conta da pizzaria. Cada qual paga R$ 20,00 e tem direito a 2 pedaços (20%).

Marcos, porém, tem muita fome e propõem comprar mais um pedaço de Claudio, pagando a este R$ 12,00; Claudio aceita comer menos e lucrar R$ 2,00 na transação. Marcos torna-se então investidor majoritário, com 3 pedaços (30%), enquanto Claudio passa a possuir apenas 1 pedaço (e seu lucro de R$ 2,00), e João, Pedro e Marcelo passam a ser investidores minoritários (20% cada).

Marcos, que gosta de mussarela, pede pizza de mussarela, e como é majoritário, de mussarela será a pizza.

Os outros 3 amigos, que não gostam de mussarela, se reúnem em grupo e agora em maioria (60%) decidem que a pizza será de calabresa.

Marcos realmente não gosta de calabresa, mas é forçado a aceitar a decisão da maioria dos acionistas (pessoas ou organizações que compram ações). Analogamente, comprar ações de uma empresa é como comprar pedaços de uma pizza muito, muito grande.

Os movimentos dos mercados financeiros ou mercados de capital são determinados de acordo com a oferta e a demanda (procura).

Alta na demanda causa alta nos preços enquanto que alta na oferta causa queda nos preços.

A guerra no Iraque, por exemplo, causou a queda na oferta de petróleo no mundo, já que o Iraque e países vizinhos ficaram impossibilitados de produzir e vender durante a guerra e isso causou o aumento dos preços de petróleo no mundo.

Com o fim da guerra e a normalização da produção e comercialização naqueles países, a oferta aumentou novamente e os preços do barril caíram.

É nesse movimento que investidores realizam lucros ou perdas. Observe que no exemplo da pizza, Claudio obteve um lucro de R$ 2,00 pelo pedaço de pizza que vendeu a Marcos, já que comprou por R$10,00 e o vendeu por R$ 12,00.

Já Marcos perdeu R$ 2,00, enquanto os outros 3 mantiveram seus investimentos e ganharam ao poderem escolher o sabor da pizza.

R$ 2,00 parece pouco, evidentemente, dado a natureza do exemplo.

Como será que pensa o investidor de sucesso?

 

Vamos imaginar então um lucro bem modesto de R$ 0,02 (dois centavos de real) em cada um pedaço de cada pizza produzida em toda a rede Habib´s no país…

Vamos imaginar que a rede vendeu 1.000,000 (um milhão) de pedaços/mês, que cada pedaço corresponde a 1 (uma) ação e que você possui metade ( 50%) das ações da empresa, que lhe dão direito a exatamente R$ 0,01 (um centavo) por ação… Isso dá um total de R$ 10.000,00/mês. R$ 120.000,00/ano, R$ 1.200,000 (um milhão e duzentos mil)/10 anos.

Hmmm. Agora já não parece tão pouco assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.