4 Dicas de Investimentos Rentáveis e Seguros

Tempo de leitura: 6 minutos

Que tal essas 4 dicas de investimentos rentáveis e seguros para você ter lucro nas suas aplicações?

Com essas dicas você evita cair em armadilhas cada vez mais comuns nessa área e para não ser atropelado pelas emoções na hora de escolher o investimento certo e fechar o negócio.

Muitas dúvidas surgem no momento de decidir entre Poupança, CDB, Tesouro, Renda Fixa, Fundos Imobiliários? “Onde investir meu dinheiro”?

Veja abaixo 4 dicas de investimentos rentáveis e seguros para fazer render o seu dinheiro de maneira eficaz e sem risco:

Poupança

Dicas de investimentos rentáveis e seguros
Dicas de investimentos rentáveis e seguros

Um dos investimentos mais usados pelos brasileiros para poupar dinheiro são as contas poupança, que possibilitam algum acúmulo da renda de forma muito segura. No entanto, mesmo sendo isenta de imposto de renda e taxas de administração, a poupança está longe de ser um dos investimentos mais propícios para quem busca aumentar seu dinheiro.

Recentemente, em artigo datado de 19/05/2015 para a revista InfoMoney, versão online, o gestor e sócio da assessoria de investimentos Parmais Alexandre Amorin, afirmou: “A poupança é o investimento mais fácil, por isso é o mais utilizado. No entanto, você não ganha dinheiro no mercado sendo preguiçoso e a poupança é o investimento do preguiçoso”.

À medida que a taxa de juros sobe (atuais 13,25%), a remuneração da poupança é fixada em 0,5% ao mês mais TR e pode acontecer desse tipo de investimento nem conseguir cobrir a perda com a inflação. Por isso a poupança não deve ser usada como investimento, ao menos com a taxa de juro atual, e sim apenas para guardar dinheiro e ainda assim por períodos curtos.

CDB

Certificado de Código Bancário
Certificado de Código Bancário

O Certificado de Código Bancário (CDB) é um título de renda fixa: basicamente você empresta dinheiro para o banco e em troca recebe o valor emprestado somado à uma taxa de juros chamada CDI . Com certeza quem tem conta em banco já ouviu falar do CDB e também que é um ótimo investimento.

Bem mais rentável que a poupança, o CDB é uma alternativa interessante se o investidor obtiver taxas acima de 90% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário – taxa facilmente encontrada nos principais bancos), e já estará ganhando 35% a mais do que na poupança em um período de um ano, ainda de acordo com Alexandre Amorin. Por exemplo, um CDB que pague 115% do CDI vai render 73% a mais que a poupança, isso já descontando o imposto de renda no mesmo período de aplicação. O importante é encontrar taxas que paguem acima de 90% do CDI para ganhar bem.

Mas é bom tomar cuidado, pois os bancos de segunda linha oferecem um valor muito mais acima, porém com riscos muito maiores, pois apenas investimentos de até R$ 250 mil são cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em caso de falência do banco.

Assim como a Poupança, o CDB não tem taxa administrativa, mas paga imposto de renda, então a dica é, se for deixar o investimento por seis meses, deixe por seis meses mais um dia, para diminuir o imposto.

Fundos de renda fixa

Fundos de renda fixa
Fundos de renda fixa – Como funcionam

 

Os fundos de renda fixa são títulos que pagam certas remunerações em períodos que podem ser determinados no momento da aplicação ou do resgate. Quando você compra um titulo de renda fixa, você está basicamente emprestando dinheiro ao emissor.

Hoje, eles são destaques no mercado investidor, mas devemos ficar atentos com as taxas de administração, que não devem ultrapassar 1% ao ano.

Note que no exemplo acima a taxa de administração é de 3%, patamar considerado muito elevado pelos especialistas. Ainda assim, se considerado o ciclo de aperto monetário que vive o Brasil, com taxa básica de juros de 13,25%, fundos DI com taxa de administração de até 3% estão sendo considerados mais atraentes que a poupança! em investimentos com prazo superior a 2 (dois) anos, de acordo com a Anefac (Associação Nacional dos Executivos em Finanças, Administração e Contabilidade).

O fundo tem também efeito no imposto de renda, cuja tabela varia de 22,5% para aplicações que permanecerem menos de 180 dias, até 15% para o dinheiro aplicado por mais de dois anos.

Se for investir em fundos, a dica fica pelos fundos diferenciados DI (aplicações em papéis atrelados à taxa básica de juros), sempre com a menor taxa de administração possível.

Fundos imobiliários

Fundos imobiliários
Fundos imobiliários

Se o Fundo de Renda Fixa consiste em emprestar dinheiro para o banco, o Fundo Imobiliário consiste em comprar um tijolo em um empreendimento imobiliário, seja um apartamento, casa, shopping center, imóvel comercial etc. Ao contrário do Fundo de Renda Fixa, o Fundo Imobiliário é isento de imposto de renda.

Muitos acham que é um mercado rentável e é, mas o fundo imobiliário conta com muito sobe e desce do mercado, e devemos tomar cuidado com os altos e baixos na hora de investir. Ainda assim, são investimentos que funcionam! O patrimônio destes fundos pode ser composto de imóveis comerciais, residenciais, rurais ou urbanos, construídos ou em construção, que serão vendidos, alugados ou arrendados.

No entanto, o retorno dos aluguéis está dando 0,8%. Se a taxa de juros sobe, fica mais vantajoso investir na renda fixa. Além disso, as cotas dos fundos também podem se desvalorizar.

__________________________________________________________

Enfim, considerando a atual taxa de juros (13,25%), tanto os fundos de renda fixa, CDB, LCI ou LCA são investimentos tão fáceis quanto a poupança e devem  ser considerados pelo investidor, não só pela segurança mas também pelo retorno dada a atual realidade do ciclo de aperto monetário no Brasil, que já dura 3 (três) anos, dos 7,25% da taxa básica de juros aos atuais 13,25%, alta de 6 (seis) pontos percentuais.

Confira abaixo a diferença de rentabilidade entre a poupança e os outros investimentos tratados neste artigo:

Tabela comparativa rentabilidade poupança versus outras aplicações
Tabela comparativa rentabilidade poupança versus outras aplicações

 

Tabela rentabilidade poupança versus outros investimentos
Confira a rentabilidade da poupança em relação a outras formas de investimento

Não falamos sobre a LCI e LCA? Fica para o próximo artigo, ok? Fique de olho no blog. Novos artigos todas as quintas-feiras.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.